top of page
  • Foto do escritorNilto Tatto

Brasil de Fato: Ambientalistas criticam PL que permite desmatamento de 42 milhões de hectares de vários biomas


O presidente da Frente Parlamentar Ambientalista, deputado Nilto Tatto (PT-SP) também se manifestou contra. “Com a desculpa de resolver uma situação pontual de um ecossistema específico do bioma Mata Atlântica, que são os campos de altitude, o relatório atual adquiriu proporções assustadoras e quebra a espinha dorsal de duas legislações estratégicas para a conservação ambiental do Brasil: a Lei da Mata Atlântica e o Código Florestal.” 

“Uma incongruência negacionista promovida pela ala radical da bancada do agro e que a CCJ quer aprovar na mesma semana em que o Rio de Janeiro registrou sensação térmica de 60 graus”, afirmou. 


Leia a íntegra da matéria no Brasil de Fato

Comments


bottom of page