• Nilto Tatto

ARTIGO: CEGOS PELA GANÂNCIA



O poder de compra da população brasileira diminuiu. Enquanto a alta do dólar fez produtos, componentes e insumos importados ficarem mais caros, a alta dos combustíveis e da energia elétrica fez praticamente tudo que se comercializa ter seus preços reajustados para cima. Apesar da volta da inflação ter impactado diretamente as classes mais baixas, o salário do trabalhador não teve qualquer aumento, o auxílio emergencial e o Bolsa Familia foram cortados e o Brasil voltou ao mapa da fome.


A pandemia de Coronavírus e a paralisia do governo Federal, fizeram o País se aproximar rapidamente do penhasco, mas a imprensa corporativa faz malabarismos para não retratar a realidade do povo brasileiro, defendendo às vezes sem nenhum zêlo, a política econômica de Paulo Guedes e Jair Bolsonaro. É o caso das matérias noticiando o aumento do consumo de macarrão instantâneo, por exemplo, um produto de baixíssimo valor nutricional e que voltou a figurar na cesta de compra de muita gente que viu seus rendimentos minguarem.

Também é notório o louvor de parte dos grandes veículos de comunicação ao agronegócio expansionista, aquele que concentra a maior parte das áreas agricultáveis do País; que avança sobre terras indígenas e áreas de conservação; produz apenas monocultura para exportação; recebe gordas isenções e benefícios tributários; que emprega cada vez menos mão de obra; utiliza grandes quantidades de venenos e equipamentos cada vez mais pesados nas lavouras.

São os mesmos noticiários que ignoram a importância da Agricultura Familiar na produção de alimentos; da Reforma Agrária na emancipação do trabalhador rural e da produção agroecológica na construção de um modelo sustentável de agricultura. Como podem ignorar a violência contida na liberação de mais de mil novos agrotóxicos, ou a ameaça que representa a possível legalização do trigo transgênico?

Esconder estes fatos hoje, significa noticiar amanhã que, além das frutas, verduras e legumes, o nosso pão, as massas e biscoitos estarão contaminados por venenos letais; que cada vez mais brasileiros e brasileiras morrerão ou adoecerão por subnutrição; que a economia, inclusive o agronegócio, estarão com os dias contados. Hoje, infelizmente, não conseguem enxergar um palmo à sua frente, cegos pela ganância e pelo preconceito.

23 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo