• Nilto Tatto

O CUSTO AGROTÓXICO


Foto: Contra Agrotóxico

Além dos recordes assustadores na liberação de agrotóxicos, Jair Bolsonaro sinalizou aos parlamentares de sua base aliada na Câmara dos Deputados, que o Pacote do Veneno deve ser tratado com prioridade. Como já era de se esperar, o texto que visa facilitar a produção, comercialização e uso de venenos agrícolas, voltou a tramitar na casa legislativa, mesmo após o atual governo ter aprovado 1564 novos agrotóxicos, permitindo ao todo o uso de 3630 substâncias contaminantes na agricultura brasileira.

Segundo o Atlas Geográfico do Uso de Agrotóxicos no Brasil e Conexões com a União Europeia, 20% de todo agrotóxico comercializado no mundo é consumido no Brasil, colocando o País na primeira posição global entre aqueles que mais gastam com venenos agrícolas. Este cenário, que já era preocupante mesmo antes da aprovação do Pacote do Veneno, só tende a piorar. Estamos falando da contaminação das águas, do solo, do ar e dos alimentos, que acarretam em intoxicações de plantas, animais e seres humanos.

Os riscos à saúde oriundos do contato com cada uma destas substâncias são impressionantes, uma vez que são causadoras de problemas neurológicos; dificuldade respiratória; irritações na pele; alterações no sistema reprodutivo e diversos tipos de câncer, podendo levar inclusive crianças e bebês à óbito. O problema é ainda mais grave, se considerarmos que na maioria dos casos, o agronegócio utiliza uma combinação destes venenos, muitas vezes pulverizados por avião, atingindo comunidades do entorno da área cultivada, potencializando os riscos de intoxicação e mortes.

Tudo isso tem um custo em vidas, mas também um prejuízo incalculável ao meio-ambiente e aos cofres públicos. Só na esfera Federal, a cadeia dos agrotóxicos recebeu em 2021, aproximadamente R$4,3 bilhões em desonerações. É R$1 bilhão a mais do que todo o orçamento do INCRA, órgão responsável pela Reforma Agrária e pelo ordenamento fundiário no País. Estas desonerações beneficiam apenas aos ruralistas e o único retorno para o Brasil vem em forma de devastação e morte.

16 visualizações0 comentário