top of page
  • Foto do escritorNilto Tatto

ARTIGO: 6 ANOS EM 100 DIAS


Foto: Hermes de Paula / Agencia O Globo

Na próxima segunda-feira (10), o governo do presidente Lula completará 100 dias. São pouco mais de 3 meses, prazo insuficiente para qualquer mandatário realizar mudanças profundas, especialmente em uma sociedade repleta de desafios, mas uma análise deste período pode nos dar muitas dicas de qual caminho o Brasil irá trilhar.


Dia 1


Já no seu primeiro dia de governo, o presidente Lula determinou a retomada do Fundo Amazônia, criado para financiar projetos de fiscalização e controle do desmatamento e promover a recuperação das florestas. Outra medida adotada prontamente, foi a revogação do decreto que segregava alunos com deficiência nas escolas. Neste mesmo dia, o presidente assinou documento que deu início ao processo de reestruturação da política de armas no Brasil.


Avaliando apenas as medidas tomadas no Dia 1, podemos deduzir a importância que o novo governo dará à educação, ao meio ambiente e ao combate à violência.


Dias 2 a 100


Nos dias que se seguiram, o presidente se dedicou sobremaneira ao enfrentamento a tragédia que acomete os povos Yanomami; retirou diversas estatais da lista de privatizações (defesa da soberania); determinou a investigação sobre os dados mantidos em sigilo pelo governo anterior (transparência); criou o Ministério dos Povos Indígenas; o Ministério da Igualdade Racial; recriou o ministério da Cultura e adotou medidas para impedir o aumento do preço dos combustíveis, entre outras.


De lá para cá, o governo também relançou vários programas de combate à fome (PAA e PNAE); para a construção de moradias populares (MCMV); transferência de renda (Bolsa Família); assistência à saúde (Mais Médicos); reajustou o piso salarial dos professores; determinou a recomposição do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; aprovou o Vale-Gás e retomou o Bolsa-Atleta, apenas para citar alguns exemplos. Recentemente, o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, tornou público o novo arcabouço fiscal, ou em português mais claro: as regras que definirão os gastos públicos.


Já valeu


O mais incrível não é que o governo tenha adotado várias outras medidas que não foram citados no artigo acima, mas que o trabalho realizado em apenas 100 dias pelo atual governo, já supera tudo que foi feito durante os últimos 6 anos de governos anteriores.

Comments


bottom of page