• Nilto Tatto

E SE FOSSE PRESIDENTE?


Foto: Ricardo Stuckert
Foto: Ricardo Stuckert

Foi no momento mais crítico da pandemia no Brasil, que Lula deu o exemplo de como deve ser o comportamento de um chefe de Estado. Após ter as condenações da Lava Jato anuladas pelo Ministro do Supremo Tribunal Federal, Edson Fachin, o ex-presidente concedeu uma coletiva de imprensa em que se solidarizou com os familiares e amigos das vítimas da COVID19, mostrando preocupação com o povo brasileiro, que julgou estar sofrendo muito mais do que ele próprio tem sofrido com a perseguição política, a prisão ilegal e a criminalização do seu partido.

O que destacou o perfil estadista de Luis Inácio Lula da Silva, no entanto, não foi apenas seu discurso, mas as ações que tem tomado para auxiliar o País a enfrentar a pandemia. Há aproximadamente 3 meses, o ex-presidente se reuniu com o diretor de um fundo de investimentos russo, que financia a produção de vacinas, para tratar da aquisição do imunizante pelo Brasil. O fundo já negociava vacinas para o Estado do Paraná e Lula aproveitou para dar o pontapé nas negociações com um consórcio de Estados do Nordeste.

Lula também interveio junto ao presidente chinês, Xi Jinping quando a China atrasou o envio de insumos para a fabricação das vacinas. A repercussão dos atos republicanos e proativos de Lula, além de seu discurso arrebatador, foram suficientes para o presidente Bolsonaro se sentir ameaçado, mudando, à partir de então, sua postura negacionista e passando a defender o uso da máscaras, a vacinação e o distanciamento social. Tamanho foi o impacto no executivo que o terceiro ministro a ocupar a pasta da Saúde no governo, Eduardo Pazuello, chegou a pedir demissão.

Por outro lado, a volta de Lula ao jogo político obrigou outros partidos a se movimentarem, pensando em 2022. As pesquisas de intenção de votos para as próximas eleições mostram o petista novamente como favorito à presidência da República. O PSOL cogitou abrir mão da candidatura para apoiar Lula, mas o ex-presidente não quer falar de eleições, pelo menos não no momento. Suas energias, garante, estão voltadas ao enfrentamento da pandemia. Imaginem se fosse presidente!




29 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo